terça-feira, 28 de novembro de 2017

AS PASSEATAS LGBT E UMA POPULAÇÃO IRRESPONSÁVEL E ALIENADA

Já que as passeatas LGBT conseguem reunir um milhão de pessoas, e aqueles que não estão enquadrados entre eles não têm hombridade para exigir em passeatas a cabeça de Temer, a retirada da PEC da previdência e a prisão dos políticos envolvidos em corrupção... já que as oposições e as outras pessoas não têm dignidade, brios e hombridade para fazê-lo, quero pedir aos LGBT que em suas próximas manifestações façam tudo aquilo que os coniventes opositores e uma população sem cabeça nem rresponsabilidade deveriam ter feito.

Barão da Mata

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

CHAMADA DE NOTICIÁRIO (20/11/2017)




Novo diretor da Polícia Federal, Fernando Segóvia, afirma que vai dar seguimento às investigações da Lava-Jato.

Papai Noel vem chegando ao Brasil, com o trenó lotado de presentes.

Saci Pererê é assaltado no RIo de Janeiro.

Coelhinho da Páscoa bota ovo ao pé de uma árvore de Natal.

Veja hoje no "Jornal Nacional".


Barão da Mata

sábado, 18 de novembro de 2017

NÃO SEI SE DEVO FICAR APREENSIVO OU MORRER DE RIR, MAS FICO IMPRESSIONADO COM O FATO DE QUE MINHAS POSTAGENS NOS BLOGS TÊM MUITO MAIS PÚBLICO NOS ESTADOS UNIDOS E CANADÁ DO QUE NO BRASIL(ONDE HÁ APENAS UNS TRINTA POR CENTO DAS VISUALIZAÇÕES). ISTO NÃO QUER DIZER QUE EU ESTEJA FICANDO INTERNACIONALMNETE FAMOSO, MAS QUE NESTES PAÍSES HÁ UMA LEGIÃO DE INVESTIGADORES IDIOTAS ACHANDO QUE EU POSSA SER UM TERRORISTA OU COISA ASSIM. VIRAM? O INSPETOR CLOUSEAU EXISTE.


BARÃO DA MATA

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

E AS OPOSIÇÕES? ESTRANHA ESSA IMOBILIDADE. ESTARÃO DISPOSTAS A ABRIR MÃO DOS NOSSOS VOTOS?

Sempre preguei que sem manifestações não há como fazer pressão sobre o poder público e os políticos.   As passeatas promovidas e convocadas pelo "Movimento Brasil Livre" o e "Vem Prá Rua"(e patrocinadas pelo PSDB) tiveram um papel importante no "impeachment" da Dilma, mas infelizmente esses caras são membros da elite pessedebista e hoje não tão nem aí pra moralidade, ética, probidade administrativa, sobretudo se considerarmos que foram presenteados com nomeações para vários órgãos públicos http://www1.folha.uol.com.br/poder/2017/07/1903611-membros-do-mbl-de-discurso-contra-loteamento-ocupam-cargos-pelo-pais.shtml
Desta forma, se eram eles que mobilizavam a população a se unir para protestar,  a quem cabe hoje este papel?  
Às oposições, é lógico!   Mas por que estas estão inertes, impassíveis, quietas, distantes do povo como a situação?  
Se por um lado infelizmente a saída de  Temer hoje seria uma temeridade, já que o seu tamanho desgaste (3% de aprovação) torna pouco amplas as possibilidades  de este aprovar a medonha reforma da previdência... por outro lado Rodrigo Maia a aprovaria com certeza.  Portanto, infelizmente, o momento não é de "fora Temer", mas de "abaixo o sistema", representado por Rodrigo Maia, Romero Jucá, Eliseu Padilha, Gilmar Mendes, Renan Calheiros, Moreira Franco, etc, etc...  As oposições têm o dever e a obrigação de convocar a população às ruas para exigir  medidas duras contra a corrupção e o fim da impunidade, a rejeição às propostas do pavoroso governo e a revogação das perversidades já aprovadas pelo Planalto.
Em conclusão, ou as oposições mobilizam a nós, brasileiros, ou vamos começar a achar que o que querem é que tudo de mal nos aconteça, unicamente para que  em 2018 apresentem-se como redentoras e heroínas.  Mas do que isto valerá depois de nossa degola?  Enfim, será que as forças opositoras estão dispostas a abrir mão dos nossos votos?

Barão da Mata


domingo, 29 de outubro de 2017

EU CONSIGO ADIVINHAR O ACERTO NÃO REVELADO DA CONVERSA ENTRE TEMER E RODRIGO MAIA

Rodrigo Maia não quis contar, mas é só analisar o cenário  que se afigura ante os olhos de Temer.  Acusação de obstrução de justiça, de  organização criminosa e de corrupção passiva.   Por outro lado, a demanda  da maioria absoluta dos grandes empresários do Brasil, que querem reforma da previdência porque deram calote no erário e exigem  que a gente pague por eles.  Simples entender:  Rodrigo Maia é presidente da Câmara dos Deputados, mas na prática  bem mais do que isto:  é o grande mandachuva, quem decide quase tudo sozinho e quem faz e desfaz, com mais de duzentas e cinquenta vacas-de-presépio à sua disposição.  Assim, o conluio é o seguinte:  Rodrigo Maia salva Temer (como salvou) no julgamento da segunda denúncia doa PGR, e o Planalto investe pesado na candidatura de Rodrigo Maia à presidência da República.    Eleito, Maia dá ministérios a Temer e seus asseclas, que deste modo mantêm o foro privilegiado e não são julgados em primeira instância após 2018.  E assim todos permanecerão felizes para sempre.  E nós, duzentos milhões de otários, ficaremos vendo a ditadura civil se articular como se estivéssemos assistindo a uma partida do campeonato mexicano.

Barão da Mata
PRESIDENTE PERMANECER NO PODER COM SÓ 3% DE APROVAÇÃO É DITADURA


Barão da Mata

sábado, 28 de outubro de 2017

É PRECISO CUIDADO ANTES DE DEFENDER A INTERVENÇÃO MILITAR

Fico espantado com o número de pessoas que fazem coro com o general Hamílton Mourão, preconizando  uma intervenção militar no país.  Só o mais completo desconhecimento do perfil ideológico do militar pode levar as criaturas a brandir os punhos veemente e entusiasticamente na pregação de um golpe das forças armadas: o oficial deu uma palestra em Brasília e citou  Roberto Campos por mais de uma vez.  Para ele, o ministro da Fazenda do regime militar  é uma referência de bom senso e sabedoria.  Acontece que, embora não tenha atingido o grau de perversidade de Temer e Henrique Meirelles, Campos esmerou-se durante sua gestão em imaginar e propor  tudo o que fosse prejudicial aos interesses e bem-estar das classes trabalhadoras. 
Acrescente-se ainda ao discurso do militar a menção aos valores da família brasileira.   Para quem não sabe, em 1964 antecedeu o golpe a famigerada "marcha da família com Deus pela liberdade ", organizada pela ultradireita e pelo IPES (Instituto de Pesquisa Econômica e Social), criado por Golbery do Couto e Silva e que depois veio a transformar-se no SNI (Serviço Nacional de Informação).  Em nome da instituição familiar, o regime  criou a Censura Federal, que capou a liberdade de expressão dos veículos de comunicação e atuou como bastião de uma moralidade extremamente duvidosa.  Os militares, diga-se de passagem,  sempre foram e serão perfeitamente afinados com as elites que sustentam Temer no poder.
Ao invés de defender uma intervenção militar, deveríamos preventivamente estar nos manifestando contra a preconização do general.  Mais: poderíamos aproveitar a carona e nos bater contra a impunidade e exigir a destituição e prisão dos corruptos investidos no poder público.  
Além disto, temos de estar alerta para uma questão muito grave: se é irrefutável que o Brasil é definitivamente um país antidemocrático, e prova disto é que Temer permanece no governo apesar dos reles três por cento de aprovação, ou seja, com apoio unicamente dos ricos... se o Brasil tem um perfil avesso à democracia, na hipótese de Temer  não aprovar suas malditas reformas  a contento para os empresários e as elites,   é bem possível que esses grupos econômicos poderosos passem a municiar os militares para que eles arrebatem o timão da nação e façam descer as reformas goela da gente abaixo.
Precisamos também lembrar que o período ditatorial foi  opulento de prisões,  torturas, mortes, desaparecimentos, crimes hediondos e requintes de crueldade absolutamente satânicos.
Em suma, quem não é elite deve pensar bastante antes de defender uma intervenção dos militares.

Barão da Mata

sábado, 14 de outubro de 2017

CLEO PIRES, SÍMBOLO SEXUAL DO BRASIL

Depois de a Cleo Pires declarar já ter feito sexo com dois rapazes ao mesmo tempo e em outras várias circunstâncias não muito convencionais, houve uma verdadeira saraivada de críticas à conduta da atriz.  O que nisto mais me causa espanto  é a hipocrisia das pessoas.  Quantas dos que a estão recriminando não se envolveram uma ou mais vezes em práticas tidas como devassas?  Além do mais, quanto do dinheiro público essa moça roubou? Pois é!  Acho que estão atirando na direção errada, em tempo de tanto escândalo de corrupção envolvendo políticos e autoridades públicas. 
Vamos olhar para outro lado.  Os olhares que devem ser lançados a Cleo Pires não podem ser outros senão os de desejo e de cobiça.  É uma mulher extremamente sensual, provocante,  que emana fogo e luxúria pra todos os lados.  Com suas declarações, quem não desejaria viver uma deliciosa aventura com ela?   
Cleo Pires é erótica, sacana,  apetitosa, o mais novo símbo

lo sexual do Brasil!


Barão da Mata



A GLOBO SÓ ESTÁ COM O POVO NO CARNAVAL




Barão da Mata

quinta-feira, 15 de junho de 2017

PABLO ESCOBAR TERIA SE DADO BEM


Assisti ao seriado "Narcos", da Netflix, e vi que a maior frustração do Pablo Escobar foi não conseguir presidir a Colômbia.  Informado de tanto crime ocorrido na política brasileira, deduzi então que o chefe do cartel de Medelín  só não foi presidente da República porque não veio morar no Brasil e se naturalizar.   Se deixava claro, quando queria comprar um político ou autoridade,  que com ele era " o plata, o plomo" (ou dinheiro, ou chumbo), imagine com quanto escárnio e gargalhadas os corruptos daqui responderiam:
-- ?Que es eso, Pablito? Nosotros somos políticos brasileños!
Barão da Mata

sábado, 22 de abril de 2017

COMPARTILHEM! É HORA, É URGENTÍSSIMO QUE VAMOS ÀS RUAS PARA GRITAR "FORA TEMER"!

COMPARTILHEM! É HORA, É URGENTÍSSIMO QUE VAMOS ÀS RUAS  PARA GRITAR "FORA TEMER"!

Trechos de matéria de "A Folha de São Paulo":
"A empreiteira Odebrecht entregou à força-tarefa da Operação Lava Jato extratos que comprovariam pagamento de propina negociada em uma reunião com o presidente Michel Temer em 2010."
"De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, os valores superam os US$ 40 milhões citados anteriormente por delatores. Segundo depoimento dos ex-executivos, o encontro em que foi firmado o pagamento aconteceu no escritóro do peemedebista em São Paulo."

Leia a reportagem na íntegra:
http://www.msn.com/pt-br/noticias/operacao-lava-jato/odebrecht-apresenta-extratos-de-propina-negociada-com-temer/ar-BBA8YXv?li=AAggXC1

É HORA DE IRMOS ÀS RUAS PARA EXIGIR A SAÍDA DE TEMER, SEUS MINISTROS CITADOS E DOS POLÍTICOS ENVOLVIDOS EM ATOS CORRUPÇÃO.  O HOMEM QUE O CUPA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, PELOS MOTIVOS APONTADOS, É ESPÚRIO E ILEGÍTIMO!   É PRECISO PEDIR A PARALISAÇÃO DOS TRABALHOS DO LEGISLATIVO ENQUANTO NÃO SÃO AFASTADOS OS SEUS MEMBROS ENREDADOS EM SUJEIRAS!  É MISTER QUE O CONGRESSO NÃO VOTE MAIS NADA, MUITO MENOS REFORMAS ,   ENQUANTO TAIS POLÍTICOS NÃO SAÍREM DE SUAS CADEIRAS. NÃO ESPEREMOS PELO "MOVIMENTO BRASIL LIVRE" E O "VEM PRÁ RUA", PORQUE AS DUAS ENTIDADES SÃO GOVERNISTAS, APOIAM O PMDB E O PSDB, ALÉM DE JÁ HAVEREM MANIFESTADO APOIO AO PSDB NAS ELEIÇÕES DE 2018.
NADA MAIS PODE SER PROPOSTO OU VOTADO POR ESSES HOMENS QUE AÍ ESTÃO, MUITO MENOS AS REFORMAS!  É HORA DE EXIGIR A REVOGAÇÃO DA EMENDA CONSTITUCIONAL DA MORTE,  DA LEI DAS TERCEIRIZAÇÕES E  INVALIDAÇÃO DO RELATÓRIO DE ARTUR MAIA - PPS-BA (TAMBÉM CITADO NAS DELAÇÕES) ACERCA DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA, CUJA EMENDA DEVE SER RASGADA JUNTO COM A TRABALHISTA !  SAÍDA IMEDIATA DE MICHEL TEMER E SUA EQUIPE!  É HORA DE IRMOS PRÁS RUAS, SEM OS MENCIONADOS MOVIMENTOS, QUE FAZEM PARTE DAS ELITES QUE QUEREM SE APROPRIAR DO ESPÓLIO DEIXADO PELOS POLÍTICOS LADRÕES!  É HORA DE ENCHER AS RUAS COM O GRITO "FORA TEMER"!


BARÃO DA MATA

sexta-feira, 21 de abril de 2017

.COMPARTILHEM! QUEM ROUBOU, QUE PAGUE A CONTA!

COMPARTILHEM!  QUEM ROUBOU, QUE PAGUE A CONTA!  GREVE GERAL 28 DE ABRIL.  MELHOR PERDER O DIA DE TRABALHO DO QUE TORNAR-SE ESCRAVO E AINDA FICAR SEM O DIREITO SAGRADO À APOSENTADORIA. VAMOS PARAR O PAÍS!  O GOVERNO, POR TER O PRÓPRIO TEMER E OITO MINISTROS CITADOS NAS DELAÇÕES, E O CONGRESSO NACIONAL, POR SEUS INÚMEROS MEMBROS ENVOLVIDOS EM CORRUPÇÃO, NÃO TÊM LEGITIMIDADE ALGUMA PARA FAZER OU VOTAR  REFORMA TRABALHISTA OU PREVIDENCIÁRIA.  CONFISQUEM E PENHOREM OS BENS DE QUEM ROUBOU DOS COFRES PÚBLICOS, NÃO NOS OBRIGUEM A PAGAR!

BARÃO DA MATA

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

A VISITA INESPERADA NO CARNAVAL


Imagine se hoje,  plena segunda de Carnaval, recebo uma visita inesperada.  Alguém de pouco contato, ou um contraparente com esposa, filha e namorado, um casal de adolescentes sem graça.
Abro a porta com um sorriso largo e amarelo - por mais que tente alargá-lo, será impossível não notar o desapontamento.
- Oi! Há quanto tempo?!! - cumprimento fingindo  alegria.
O cara me abraçaria, eu, recém-saído do banho, ele, suado dos 45 graus de calor que faz no Rio, me dando um banho de suor.  A esposa, risonha e antipática, dando as pontas dos dedos pra apertar.  Os adolescentes fazendo um breve arco com as bocas, sem mostrar os dentes.
Sentam-se todos,  eu pergunto ao pai da família o que tem feito.
- Nada! - ele responde dando de ombros - Eu tô de férias!
Fico sem assunto e me limito a observar:
- Que legal!  Morrro de inveja. Tô doido pra me aposentar.
Ele me pergunta da família inteira, eu lhe passo uma série de relatórios para gastar tempo.  Depois, para provar que não sou desinteressado das pessoas, também lhe pergunto dos seus:
- E o seu pai? Como está?
- Ué?? Você não se lembra que ele morreu ano passado?  Inclusive você mesmo disse que não poderia ir ao enterro e que era pra eu ter coragem e ser forte naquele momento.
Aperto  os dedos por algum tempo, não me dou por vencido, penso um pouco e digo:                                  
- Pois é!  Eu lembro! Perguntei porque você é kardecista e acho que tem tentado psicografias, essas coisas, e acompanhado a  condição e evolução dele no mundo espiritual...
- Mas faz três anos que eu te falei que me converti à Igreja Presbiteriana.  E não sei por que a pergunta, se você já me falou que é agnóstico....
Finjo que nada aconteceu  e me volto para o casalzinho  antipático:
- E aí? Já tem casamento programado aí?
E aí a mãe se manifesta, quase indignada, o nariz e os olhos franzidos:
- Que é isso?! Novos demais!  Quero que a Michele estude.
Porra! E antigamente a primeira coisa que as mães das meninas queriam era casamento, mesmo que fosse aos doze anos.  Não dou uma dentro.  Limito-me a sorrir sem graça.
Depois o cara passa uma hora falando em trabalho, das suas bravuras dentro da empresa em que trabalha e de como ele cresceu e chegou aonde está, e o porquê de merecer a vida bem-sucedida e feliz que leva.
Após uma dissertação de uma hora e meia, tento saber se querem uma "pizza". Pego o telefone para ligar para a pizzaria, e aí descubro  que as pizzarias estão fechadas e todos tão de dieta, inclusive e Michele, que tá inexplicavelmente com o colesterol alto apesar da idade, embora passe os dias comendo " hamburgher" nessas lojas de franquia de lanches toda santa noite.
Num dado momento ele dispara:
- E você?  Não tá casado, não?
Vontade de dizer: "Seu filho da puta! Se eu estivesse casado, o que acha que minha mulher estaria fazendo numa noite de Carnaval, às dez e meia da noite?"
- Não - tento explicar - aquela moça com quem você me viu não era uma relação séria.
Aí ele aproveita a deixa e me metralha, na única piada da noite ( e uma piada picante):
- Você deve ser muito ruim de cama, hem? Não segura ninguém.  Será que você é broxa?
Uma gargalhada geral.  a dos adolescentes parece que nunca vai terminar.  A mulher do cara, de vestido  relativamente curto, ainda tem o cuidado de juntar bem as coxas o tapar o triângulo de entre as pernas durante a risada, tirando a possibilidade da única alegria possível naquela noite.  Não posso reagir à altura pela presença de menores e da senhora formal.
O cara ainda me humilha:
- Tu já tá bem velho, hem?  Não demora e ninguém vai te querer.
Durante a visita, fico me cobrando: "Por que diabo não sou folião?  Por que não estou na folia, pagando bebida prás novinhas, numa situação entre o vovô bonzinho e o otário velho , para voltar pra casa sem ninguém e bêbado feito um corno apaixonado, ainda sendo roubado na corrida de carro?  Pelo menos eles chegariam aqui e não me encontrariam em casa."
Mas há situações piores, e eu vivi uma dessas hoje.  Como a comida de um restaurante a trinta metros de minha casa e não me precavi com provisões porque a funcionária do estabelecimento me garantiu que abririam hoje. Não abriram.  Odeio sol, calor, escola de samba e Carnaval, e hoje, por conta da informação errada, andei sob o sol escaldante um terço de quilômetro pra encontrar um lugar pra poder almoçar.   E não é que, ao me sentar à mesa, voltei a atenção prá tevê do local e, prá minha desgraça infinita, a sintonia estava na Globo, e três comentaristas analisavam o desfile das escolas, além de um deles anunciar a "alvíssara" de que a temperatura se elevaria a trinta e seis graus para a felicidade do desfile e dos foliões?  Foram os trinta minutos mais infelizes da minha vida.
Antes tivesse recebido a visita imaginária.

Barão da Mata


               




domingo, 19 de fevereiro de 2017

VOCÊ ESTÁ CERTO DE QUE APOIARIA MESMO JAIR BOLSONARO, O DONALD TRUMP BRASILEIRO, OU A VOLTA DO REGIME MILITAR?


Primeiro, governo de Jair Bolsonaro seria uma coisa, regime militar,  outra.  O próprio deputado parece tentar confundir a cabeça dos menos politizados no sentido de fazê-los crer que as duas hipóteses são algo único, mas é mentira: mesmo que Bolsonaro concorra e vença as eleições de 2018, e nomeie somente militares para todo o seu suposto  ministério e demais escalões do governo, ainda assim não teremos um governo militar, porque o presidente neste caso estaria obrigado (pelo menos de algum modo) a respeitar a Constituição e instituições como o Legislativo e o Judiciário.  Demais os governos militares constituíram-se a partir de golpes e práticas de força e violência, não de eleições democráticas, como seria o caso se Bolsonaro for realmente eleito.  Acho que tudo pode acontecer, inclusive ele ganhar, já que a crise ético-política do Brasil pode descambar num "moralizador" e "defensor da moral e bons costumes", que é o perfil que o congressista apresenta na sua inconsistência e falta de qualquer projeto sério para o Brasil.   Afinal, ele é a versão nacional de Donald Trump.
Agora, se apesar de a suposta vitória trazer apenas um arremedo de militarismo, os que propalam aos quatro cantos do Brasil que votariam nele deveriam se lembrar de que o deputado votou a favor da PEC da Morte http://www.cartacapital.com.br/blogs/parlatorio/pec-241-aprovada-em-1o-turno-como-votaram-os-deputados , que congela os gastos do governo por vinte anos e aumenta o número de mortos nas filas dos hospitais, agravam a falta de vaga nas escolas públicas, torna os bairros e cidades ainda mais precários em matéria de saneamento básico, finda de uma vez por todas  com o hoje pífio combate às endemias como dengue, zika e chikungunya,  além de estimular o crescimento vertigionoso da mortal febre-amarela.  Isto mostra que o nosso "redentor" tem uma visão social e econômica muito parecida com a de Michel Temer e os grupos políticos e econômicos que o apoiam.  
Agora, quanto àqueles que defendem um golpe militar na plenitude da expressão, devo dizer:  entre estes, os jovens só o defendem por não terem vivido a época, os velhos, porque são militares ou foram de alguma forma beneficiários do regime, hoje exibindo em público suas bandeiras saudosistas.
Politizei-me tarde, a três anos do fim do ciclo dos generais, mas pesquisei de forma não desprezível sobre o período.  Se a minha memória guarda a tediosa constância da chatice e do tédio das bandas militares tocando os hinos pátrios e da obrigatoriedade de ouvi-los e cantá-los nas escolas, o que é mesmo terrível são os relatos de atrocidades cometidos pelos colaboradores e agentes dos governos exercidos pelas forças armadas.
Todos já devem ao menos ter ouvido falar do caso do Jornalista Waldmir Herzog, enforcado numa cela do regime militar, num homicídio que as autoridades quiseram passar à opinião pública como suicídio.  Há além dele um homem de imprensa que foi menos infeliz , chamado Álvaro Caldas, autor de "TIRANDO O CAPUZ"  http://www.ccmj.org.br/perfil/%C3%81lvaro-caldas/149 , que revelou que, preso pelo DOI-CODI  e submetido a sessões de tortura, num dado momento teve a arma de seu torturador apontada para a cabeça, enquanto aquele dizia que ia matá-lo.  "Neste momento", contou Caldas, "senti uma alívio imenso, e respondi:  mata...".   O jornalista e escritor ainda revelou que foi submetido a torturas tão insuportáveis, que cedeu às pressões para dizer o nome de quem o escondera das autoridades em seu período de foragido.
Logo ao fim do regime militar, a extinta revista "AFINAL" lançou uma edição especial com o título "PÁGINA INFELIZ  DA NOSSA HISTÓRIA", em que relatava inúmeros casos de mortes, ciladas e torturas nos porões da ditadura.   Os carrascos faziam coisas horrendas com suas vítimas, em muitas das vezes sabendo de toda a participação delas na guerrilha e de tudo o que estas sabiam e, após a sessão de martírio, se constatassem em seus registros alguma mentira ou omissão, reiniciavam todo o processo de castigo físico, levando muitos dos presos à morte.
Há uma versão de que o líder do grupo guerrilheiro que sequestrou o embaixador americano Charles Elbrick, em 1969, foi morto a pontapés por  militares http://extra.globo.com/noticias/brasil/documento-do-exercito-mostra-que-lider-do-sequestro-do-embaixador-dos-eua-no-brasil-ha-40-anos-morreu-dentro-de-um-quartel-325367.html   .  
Ainda na mencionada edição da "AFINAL", muitos presos eram mortos nos porões e depois colocados nas estradas, e a versão oficial era de terem morrido atropelados em fuga.  Depois de achar que tantos atropelamentos provocariam suspeitas,  os militares passaram a divulgar que os assassinados haviam fugido, acontecendo até o caso clássico de um recluso que recebera, em plena cela, um exemplar de jornal noticiando que este "escapara".  Por último as pessoas simplesmente desapareciam.
Aliás, mais um motivo que há para não se votar em Bolsonaro é que o deputado  não só não defende interesses senão de militares, como também homenageou na votação do impedimento de Dilma na Câmara o oficial Carlos Alberto Brilhante Ustra, pelo fato de o falecido ex-militar havê-la torturado.  Isto mostra que o futuro candidato é absolutametne favorável à prática da tortura.
No tempo do regime militar, se você tivesse uma pendenga com um sargento, que baixasse a cabeça e cuidasse de pedir-lhe milhões de perdões, pois o pessoal da caserna estava acima do bem e do mal, acima da lei e da justiça.  Mais: se um vizinho não gostasse de você e resolvesse inventar que você era comunista, guerrilheiro ou simpatizante, você era preso, torturado e dificilmente sairia vivo daquela.
Poderia passar linhas e mais linhas relatando uma infinidade de coisas lidas, como a execução de Carlos Lamarca, semimorto de fome e sede no sertão da Bahia, e uma série de hiostórias escabrosas, mas aqui o meu objetivo é que as pessoas se chamem à responsabilidade e abortem essa coisa de ficarem disseminando a ideia de dar volto a Jair Bosonaro ou respaldo a um hipotético golpe militar.  Ficam por aí dizendo que as forças armadas já estão de prontidão, mas isto é uma deslavada mentira: convocados pelos americanos nos anos 1960 e 1970, entraram em cena para afastar qualquer possibilidade de o comunismo se expandir pela América Latina.  Hoje não há mais o que chamavam "ameaça comunista", e o pensamento socialista, além de ser utópico, caiu em absoluto descrédito com as ascenções de Lula, Evo Moralez, Hugo Chávez, Nicolás Maduro, Dilma, Cristina Kirchner... em outras palavras, não há felizmente clima para intervenções militares, e os membros de hoje das forças armadas não têm nenhum interesse em interferir no cenário político, preferindo ficar em paz nos quartéis.   Clamar por sua volta é um ato de irresponsabilidade que só serve para tumultuar ainda mais a situação que agora vive o país.

Barão da Mata

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

DA DUVIDOSA DEMOCRACIA NO BRASIL


A QUE NÃO EXISTE

Aquela que seria  para o povo, em que os clamores da sociedade seriam ouvidos, em que prevalece a vontade da maioria, os cidadãos são respeitados no seu direito à manifestação e à integridade física.  No Brasil não há democracia para a população porque as manifestações populares são massacradas com violência, as reivindicações contra os políticos e o sistema  são ignoradas por estes e omitidas ou pouco destacadas pela mídia. As medidas do Governo não são discutidas com representantes da sociedade civil, mas unicamente com os setores afeiçoados ao poder estabelecido (centrais e movimentos governistas, PMDB, ator Mílton Gonçalves e outras instituições e pessoas congêneres); as decisões são tomadas e executadas de cima para baixo, e quem não gostar que se rasgue.



A QUE EXISTE

A democracia para os políticos, porque o ministro do Supremo Marco Aurélio de Mello mandou que Renan Calheiros deixasse a Presidência do Senado, este desobedeceu, e a Presidente da Corte,  Carmen Lúcia, ao invés de cobrar do magistrado expedição de mandado de prisão contra o político desobediente, limitou-se a declarar que não queria "colocar mais lenha na fogueira".


Barão da Mata

TEMER, "OFFICE BOY" DAS ELITES, E O PODER CONTRA O POVO



Quando as elites... e entenda-se por elites os empresários, os banqueiros, os agronegociantes, os donos de jornais, revistas, emissoras de tevê, de rádio, de redes de hotéis e restaurantes, etc... quando as elites, após aperceberam-se de que o País tinha ido à bancarrota - graças a décadas de corrupção ocorrida em gestões petistas, pessedebistas, pemedebistas e vai por aí adiante... quando as elites se deram conta de que o Brasil afundara num mar de lama e de degradação econômica, acharam que era a hora de dar um golpe de mestre e se apossar dos restos deixados pelos ladrões de gravata e colarinho e de enriquecerem ainda mais, concentrando nas mãos de uma vez por todas a totalidade da renda nacional.
O conluio funciona da seguinte forma: convoca-se um setor dessa camada abastada, a mídia, principalmente a Globo, para vender à opinião pública que, sem a aprovação da PEC da morte (já aprovada), das reformas da previdência e trabalhista, o emprego acaba de vez, a União não tem como pagar aos aposentados, e um caos dantesco e definitivo toma conta deste pedaço aqui da África. Depois chamam-se os políticos para chutar o PT pra córner... não porque o partido estivesse na contramão dos interesses da gente rica, mas porque é preciso fazer um teatro, dando à conspiração contra o Brasil inteiro um aspecto de faxina moral e ética. A seguir colocam as marionetes Michel Temer e Henrique Meirelles, componentes (bom lembrar) desse mesmo topo da pirâmide para implementar, junto com outros componentes-marionetes do sistema que são os já mencionados políticos (dentre os quais uma quantidade absurda está envolvida nos crimes que faliram a Nação) todas as mudanças que farão os ricos muito mais ricos, e os pobres muito mais miseráveis, sem o menor acesso à educação, à alimentação ao menos condigna, à saúde, à habitação, ao saneamento básico, à segurança, criando uma população inteira de indigentes que morrem nos corredores dos precariíssimos hospitais e vivendo a baixíssima qualidade de vida dos povos africanos. Não sei se vocês já notaram, mas o Brasil caminha a passos largos para a africanização mais deplorável, sobretudo em virtude da aprovação da PEC da morte, que já citei e congela os gastos do Governo por 20 anos.
Se a PEC da Morte visa a acabar com as despesas do erário com os cidadãos, a reforma da previdência finda de vez com a aposentadoria, e a reforma trabalhista é o tiro de misericórdia que reinstaura por aqui de forma peremptória a escravidão. Quem não tem férias remuneradas, décimo-terceiro, FGTS, jornada de trabalho razoável é o quê? Trabalhador ou escravo?
As perversas e diabólicas medidas irão agravar muito mais a recessão, gerando uma retração absurda nas vendas do comércio e consequentemente da indústia, aprofundarão o flagelo do desemprego, e aí você vai-se perguntar se assim essas elites vão provar do próprio veneno, sofrendo as consequências dos males que elas próprias criaram. Eu respondo que não, porque a verba pública poupada com as reformas, além da arrecadada com a pesada carga tributária sobre a classe média (que nem sei se assim poderá ser chamada), agraciará as empresas com incentivos e renúncias fiscais, investimentos, subsídios, bônus, empréstimos vultosos e generosos, além de os privilegiados pouparem uma fábula com a diminuição dos gastos com a mão-de-obra, e os preços subirem para suprir a redução da demanda dos produtos, que serão consumidos pelos poucos com poder aquisitivo para tanto. Um número pequeno de escravos será bastante para movimentar a reduzida indústria e o pouco comércio, e os sem-emprego, diga-se de passagem, morrerão de fome, desnutrição e outras mazelas. Será um processo como se as mais altas castas se fechassem comercialmente para a sociedade nacional. 
 Você agora irá querer saber se os políticos não estarão dando um tiro no pé por conta do desgaste que sofrerão com a aprovação das medidas do Governo. Eu digo, sim, mas estarão usando sapatos e roupas blindadas, para evitar que até estilhaços atinjam-lhes qualquer parte do corpo, porque, lembre-se, também são membros dos mais opulentos grupos sociais e, se o empresariado será fartamente obsequiado pelo poder público, imagine a contrapartida que terão esses políticos. Em outras palavras: valerá a pena ficar impopular e não se eleger durante alguns anos ou para sempre.
Em suma, a missão do fantoche Temer, abraçada por este com enorme empenho e prazer, é colocar tudo nas mãos das elites, em detrimento de uma sociedade inteira, que viverá num país africano dentro da América Latina.